HISTÓRIA

Tradicional no carnaval de rua de São Paulo, o Gueri-Gueri foi criado em 1986 por Roberto Suplicy entre amigos frequentadores da mesa 1 do Bar Supremo, que ficava na esquina da rua Oscar Freire com rua da Consolação. Naquela época nada acontecia nas ruas, eram somente festas fechadas. Então este grupo teve a ideia de criar um bloco que desfilasse pelas ruas paulistanas para animar a todos, e que veio se transformar em um dos mais prestigiados entretenimentos do carnaval paulistano.

Deram o nome de Gueri-Gueri, que, como diz o refrão, não significa coisa nenhuma. Na primeira vez saíram um grupo de ritmistas da Vai-Vai, uma Saveiro com bebidas, mais umas 60 pessoas, e foi muito divertido. Sua concentração ficava em frente ao Supremo. Ano após ano, o evento foi crescendo e chegou a alcançar nos anos 90 o número aproximado de 40.000 foliões na região dos Jardins.

 

A cada ano o agito foi aumentando e quantidade de público inspirou os organizadores a mudarem a concentração para o Monumento Às Bandeiras (em 2001), no Ibirapuera, propiciando maior segurança para todos. O bloco

de rua contribuiu diretamente para o surgimento de vários outros, que hoje agitam o carnaval de São Paulo.

Gueri-Gueri 2003

Gueri-Gueri 2014

A partir de 2016, com a efetivação do Decreto de Carnaval, o Gueri-Gueri resolveu sair das ruas para iniciar seu ciclo de festas fechadas, na contramão de tudo que acontecia na época. Os eventos foram evoluindo a cada ano o que possibilitou trazer para folião do bloco um carnaval de muita qualidade, organizado, seguro, sem falar na animação ímpar! Foi aí que em 2020 o Gueri-Gueri resgatou de forma pioneira em São Paulo o emblemático "carnaval de salão"... foi sucesso absoluto! 

Gueri-Gueri 1986 © Todos os direitos reservados